31/07/2014    BRUSQUE - SANTA CATARINA
   
logo brusque

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
 
 
 
 
space
  HISTÓRIA DA CIDADE
               
 

Conheça a História de Brusque, seguindo informações contidas em algumas obras produzidas por historiadores, antropólogos e pesquisadores...

Visite nossa biblioteca municipal e leia outros títulos sobre a história de Brusque. Quer conhecer mais? Não se esqueça das nossas casas museais: Museu Arquidiocesano Dom Joaquim, Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí Mirim (Casa de Brusque) e Instituto Aldo Krieger.

Acesse a síntese histórica revizada e ampliada na Sala Brusque Virtual em www.brusque.sc.gov.br/enciclopedia

Nesses 150 anos de história, iniciaram os trabalhos para valorizar e preservar nossa história! É um longo caminho que depende de todos nós!

Desejo a todos uma boa leitura!

Prof. Msc. Marlus Niebuhr

 
Breve História de Brusque


Escrito por Marlus Niebuhr
Diretor do Patrimônio Histórico de Brusque
Presidente do Conselho do Patrimônio Histórico
Professor do Curso de História – UNIVALI

Os primeiros imigrantes...



De acordo com o historiador Oswaldo Rodrigues Cabral, o movimento colonizador de Santa Catarina iniciou-se no ano de 1829, dirigindo-se especialmente para a zona litorânea, com a chegada dos primeiros imigrantes alemães, que se localizaram, então, em território que constituía o Município de São José.


Estes escritos iniciam a obra: “Brusque: subsídios para a História de uma colônia nos tempos do Império”, pedra fundamental da pesquisa sobre a história de Brusque. Livro este que foi editado pela Sociedade Amigos de Brusque em comemoração ao primeiro Centenário da fundação da Colônia, em 1960.



Araújo Brusque
Fonte: Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim

 

O ano de 1829 marca a fundação da Colônia de São Pedro de Alcântara. Outras colônias alemãs podem ser enumeradas, 1837 em Vargem Grande; 1847 em Piedade; 1850 em Blumenau; Itajaí em 1860.

Voltemos a 25 de julho de 1860! Desembarcam em Itajaí, a primeira leva de 55 colonos alemães! O céu se achava nublado, quando partiram da ilha de Santa Catarina, com o vapor Belmonte, este que havia participado das operações da Guerra do Paraguai.

Sulcando o verde mar, o Belmonte tinha como destino à pequena vila de Itajaí! A bordo encontrava-se o Presidente da Província, Dr. Francisco Carlos de Araújo Brusque, que acompanhou os primeiros colonos até a barra do Itajaí-Mirim.

 

A nova colônia “Itajahy” leia-se Brusque, vai ser fundada pelo Barão Von Schneeburg, primeiro Diretor da Colônia em 1860. Guiados pelo Barão austríaco, esperançosos colonos alemães, seguiam em canoas rio acima, para o seu novo lar, entre eles: Augusto Hoeffelmann, João Wilhelm, Frederico Guilherme Neuhaus, João José Scharfenberg, Frederico Orthmann, João Germano Boiting, João Ostendarp, Jacob Morsch, Daniel Walter, Luis Richter ...

 

1860 - primeiro mapa de Brusque, assinado pelo Barão Maximiliano Schneeburg
Fonte: Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim

 

De valor inestimável, são as cartas (relatórios) do Barão Schneeburg trocadas com o Presidente da Província Francisco Carlos de Araujo Brusque, sobre os primeiros tempos da colônia, reproduzidas por Cabral em seu livro. Vejamos alguns trechos da carta de 31 de agosto de 1860:

“Ilmo. E Exmo. Sr. Presidente da Província de Santa Catarina.

Tenho a honra de levar ao conhecimento de V. Excia. que em 4 de agosto, corrente, quinto dia de viagem pelo Rio d’Itajaí-Mirim acima, cheguei com a primeira turma de 55 colonos com bom tempo e com muito zelo conduzidos pelo contraente Pedro Werner (vulgo Pedro Miúdo) ao lugar Vicente-Só [...] Em 19 de agosto chegaram a Vicente-Só os 139 colonos da 2ª turma [...] que tiveram má viagem pelas frequentes chuvas.

Todos os 194 colonos gozam de boa saúde, menos muito poucos, que se acham bastante incomodados em conseqüência da má viagem e que, pela feliz presença do sr. Eberhardt são por ele com muito cuidado socorridos, sendo ele químico com curso de medicina[...]

Rogo a v.exª. de mandar-me as suas ordens[...] a fim de colocar utilmente os piquetes dos soldados, que tem de formar o cordão de defesa contra o agresso dos bugres[...]

 
NEWSLETTER   Preencha os campos abaixo para assinar o informativo da Prefeitura Municipal de Brusque.
Nome     E-mail