imprensa

20/07/2018

Prefeitura realiza ciclo de formação para mais de 1200 servidores

Os servidores municipais da Secretaria da Educação tiveram dois dias de trocas de conhecimento e experiências no Ciclo de Formação da Rede Municipal de Ensino, promovido pela Prefeitura de Brusque por meio da Escola Superior de Administração Pública (Esap).

Por meio da iniciativa, a prefeitura oportunizou cerca de 250 oficinas sobre os mais variados temas. Os eventos ocorreram nesta quinta e sexta-feira, 19 e 20 de julho, na Uniasselvi/Assevim e no Instituto Federal Catarinense (IFC).

Carina Paza, gestora escolar do Centro de Ensino Infantil (C.E.I) Padre Thedoro Becker, e Juçara Veirauch, gestora do C.E.I Tia Ana, destacam a importância da iniciativa promovida pela Prefeitura de Brusque.

Cada uma delas acompanhou quatro oficinas durante cada dia do ciclo de formação. “Gostei muito das quatro oficinas que participei. Com certeza minha expectativa foi superada e todos que conversei também avaliaram de forma muito positiva. Levamos daqui algo que vai contribuir no nosso dia a dia. Com certeza voltaremos para escola com uma visão diferente”, comenta Carina.

Para Juçara, é importante esse tipo de ação para fortalecer e uniformizar o trabalho nas escolas. “Gostaria de ressaltar que é algo que fortalece muito nosso aprendizado e um momento de refletirmos sobre nosso trabalho. Quero deixar registrado o meu agradecimento para a Secretaria da Educação, pois dizemos que temos um time, e também agradecer ao governo municipal por essa oportunidade”, salienta.

Quem também gostou do ciclo de formação foi Cristiane de Gois Martins. Ela é educadora social na Escola do Poço Fundo e acompanhou a oficina Reflexões das Contribuições da Assistência Social para Política da Educação. “A oficina foi muito boa. Foi uma palestra muito produtiva. A Fabiana (Fabiana Demétrio, palestrante) explicou muito bem. Não conhecia diversos serviços da Assistência Social de Brusque, e agora isso clareou bastante. É meu primeiro ano na Educação e estou adorando o trabalho. Com certeza vamos voltar diferentes após essa experiência”, diz.

Fabiana, que ministrou três palestras sobre o tema, inclusa a que foi acompanhada por Cristiane, é assistente social e gestora do Serviço Único de Assistência Social (Suas). Ela diz que o objetivo da oficina foi mostrar aos educadores o que é a política de Assistência Social, quais são as complexidades, serviços e benefícios oferecidos e, principalmente, a importância deste trabalho em rede, envolvendo as diversas estruturas da administração. “Como eles estão na ponta, atendem e conhecem as famílias e suas vulnerabilidades, podem fazer o encaminhamento para a Assistência Social para que possamos fazer nosso trabalho”, afirma.

A palestrante ressalta que a maioria das pessoas não conhecia sobre a política de Assistência Social e seus serviços. “Muitos ainda tinham aquela visão do voluntariado, de ajudar ao próximo, mas não entendiam esse acesso a serviços e políticas de assistência como um direito das pessoas”, observa.

Além da Uniasselvi Assevim e do Instituto Federal Catarinense (IFC), o Ciclo de Formação Continuada da Prefeitura de Brusque contou com diversos outras parceiros como: Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Secretaria Municipal de Saúde, Fundação Cultural de Brusque, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Clínica Uni Duni Tê, Secretaria de Estado da Educação, Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) e Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação.

O resultado de todos esses convênios são as diversas temáticas das oficinas disponibilizadas aos inscritos. Defesa Civil na Escola, Vigilância em Saúde, Coleta Seletiva no Ambiente Escolar, Autismo: Vivências e Práticas Escolares, Oralidade nas Práticas Pedagógicas, Noções em Primeiros Socorros, a Música na Sala de Aula, Reflexões Sobre as Contribuições do Serviço Social para a Educação e Transtorno do Espectro do Autismo na Perspectiva Educacional são alguns dos exemplos.