imprensa

Infraestrutura

06/08/2018

Prefeitura de Brusque entrega ponte José Germano Schaefer à comunidade

Conhecido por ser um dos prefeitos mais desbravadores de toda a história de Brusque, José Germano Schaefer abriu mais de 70 quilômetros de ruas em sua gestão, nos idos da década de 70. Na noite desta sexta-feira (3), seu “Pilolo”, como era mais conhecido, teve seu nome mais uma vez eternizado na história do município. A tão aguardada ponte que liga os bairros Dom Joaquim, Souza Cruz e Rio Branco, inaugurada na ocasião, leva o nome do político encurtador de distâncias, falecido no ano de 2014.

O evento de entrega do importante equipamento viário, que começou a ser construído no início de 2016, contou com a presença de bom público, apesar da chuva que caiu durante todo o dia. Com direito a atração cultural musical, a inauguração, que fez parte da programação de 158 anos de Brusque, foi prestigiada por lideranças políticas e da sociedade, além de familiares do ex-prefeito, que foram chamados ao palco para serem homenageados.

“É uma obra importantíssima no sentido de mobilidade e, também, para o crescimento da região”, enfatiza o prefeito de Brusque, Jonas Paegle. “A localidade vai crescer bastante economicamente, por causa do fluxo de pessoas que poderão passar por aqui. Vejo que o desenvolvimento aqui será grande. E pelo legado que José Germano Schaefer deixou em Brusque, nada mais justo do que lembrarmos ele batizando a ponte com seu nome”.

É o que pensa o filho de seu “Pilolo”, Norberto Schaefer, de 62 anos de idade. Presente na inauguração, acompanhado de diversos outros familiares - dentre eles a esposa de José Germano, Norma Schaefer, o filho caçula disse que todos se sentiram profundamente honrados em ver o nome do ex-prefeito da Arena batizar tão importante obra para o município.

“É uma homenagem realmente muito significativa”, comenta. “Nosso pai teve uma visão muito importante na época, de abrir diversas ruas em diversos bairros. Foram diversas obras de infraestrutura. Foi um visionário pra época, principalmente considerando a possibilidade de recursos que haviam para a época. Foi um desbravador nesse sentido.

A Ponte José Germano Schaefer possui 90 metros de extensão, oito metros de largura, com vão livre de 40 metros, ou seja, sem nenhum pilar dentro do rio. Confeccionada em concreto armado, toda a estrutura está foi construída as margens do rio, para em seguida ser lançada com guindaste.

“Através de muita luta e, também, de muito empenho da empresa executora, que a obra pode ser finalizada. Também ressaltamos a parceria da Secretaria de Obras, que nos ajudou a entregar esses acessos para a comunidade”, explicou a diretora do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Andréa Volkmann.
A visão dos moradores

Presente na inauguração, o presidente da Associação de Moradores do Bairro Rio Branco, Rogério da Silva, reconheceu o empenho do governo municipal em entregar o aparato viário, mesmo com todos os entraves e paralisações ocorridas no transcorrer do serviço. “Pra população do Rio Branco vai ser uma mão na roda. Pra passar pelo Dom Joaquim, era nove quilômetros. Pelo Guarani era oito. Agora por aqui é só três quilômetros. Essa ponte nos colocou mais perto do Centro”, enfatiza.